Este blog foi desativado em 10/03/2014. Visite o novo projeto: Como está escrito

quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Usando objetos como "muletas" de fé 5



Como uma praga nas igrejas, o uso de objetos para canalizar a fé das pessoas é freqüente, principalmente no meio neo-pentecostal. Qual a utilidade de tais artifícios? Isto prejudica ou ajuda? É bíblico ou não? Vou responder a estas perguntas da forma mais simples possível.

Qual a utilidade destes artifícios?

Segundo alguns defensores desta prática, isto serve para "despertar a fé das pessoas".
Segundo a Bíblia, "De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus." (Romanos 10.17) e "Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a prova das coisas que não se vêem. Porque, por ela, os antigos alcançaram testemunho." (Hebreus 11.1-2), são colocações por demais suficientes para afirmar que é a Palavra de Deus que desperta a fé, e é uma coisa que não se vê. A fé deve se voltar para algo mais espiritual, e não físico.

Isto prejudica ou ajuda?

Criando estes "pontos de contato", como são chamados, a fé é depositada onde? Nos objetos ou em Deus? Se eu tenho uma "pequena cruz que espanta os demônios", eu preciso resistir ao pecado, e ao diabo, para que ele fuja de mim? Se eu tenho um "saquinho de sal que traz libertação", preciso me arrepender dos meus pecados e aceitar a Cristo para deixar de ser escravo do pecado?
Respostas sinceras a estas perguntas devem deixar claro que o uso destes objetos prejudica a comprensão de Deus e do nosso papel perante Ele.

É bíblico ou não?

O texto de Atos 19.11-12 diz os seguinte: "E Deus, pelas mãos de Paulo, fazia maravilhas extraordinárias, de sorte que até os lenços e aventais se levavam do seu corpo aos enfermos, e as enfermidades fugiam deles, e os espíritos malignos saiam". Este é um dos textos mais usados para defender esta 'doutrina'. Vamos analisá-la em partes, usando uma boa exegese. Vou fazer algumas perguntas, e as respostas têm de vir dos versículos supracitados.
a) Quem fazia maravilhas extraordinárias? "E Deus..."
b) Pelas mãos de quem se faziam coisas maravilhosas? "...pelas mãos de Paulo..."
c) O que foi levado de Paulo aos enfermos? "...os lenços e aventais se levavam do seu corpo..."
d) Quando Paulo ungiu os lenços e aventais? "..."
e) Paulo distribuiu os aventais e lenços? "..."
f) Onde Paulo ensinou que tal procedimento era necessário para a cura e libertação dos espíritos malignos? "..."

E mais uma pergunta: Onde Jesus ensinou tal doutrina?

Há outras passagens, como João 9.5-7, que poderiam ser analisadas. Mas basta uma leitura um pouco mais atenta para verificar que são apenas casos especiais, e não doutrinas. Não são modos-padrão de operação. Tomar como doutrina é ir além do que a Bíblia ensina.

A Bíblia é nossa regra de fé e de prática. Qualquer acréscimo deve ser desconsiderado, assim como retirar partes dela. Ainda mais quando contraria ou distorce o que a Palavra de Deus diz. Pior do que a mentira é a perversão da verdade.

comment 5 comentário(s):

Quadro Negro on 14 de novembro de 2008 00:00 disse...

Leandro,

Voce era mais contido, agora está soltando o verbo!
Prepare-se para as perseguições e alegre-se com isso.
Parabéns!
Ele está voltando para tomar o seu povo para si.
Abraço,

QUADRO

O PENSADOR on 14 de dezembro de 2008 17:51 disse...

É importante que nossa geração se levante do marasmo em que se encontra e cumpra com o seu papel assim como judas, irmão de Jesus o fez quando anelava, simplesmente, em escrever as igrejas locais a respeito da comum salvação, e viu-se compugido pelo Espírito a incitá-los a Batalhar, diligentemente, pela fé que de uma vez por todas foi entregue aos santos...

É bom saber que os campos não estão vazios e que há homens incitados pela voz do Espírito a cumprir o testemunho do Espírito.

Vlw pelo post

Anônimo disse...

ola meu irmão, olha estou confuso agora, essa explicação desmonta toda a minha confiança no Apostulo Valdomiro Santigo, e nos metodos do ministerio da igreja Mundial do Poder de Deus. Entao ele nao é um servo, homem de Deus? o metodo do ministerio e a justa toalinha. e agora, eu ate sou uma coluna na obra...o que faço?

Leandro Teixeira disse...

Caro Anônimo:

Não tenha sua fé em pessoas, nem em métodos. Sua fé deve estar fortemente calcada no Salvador de nossas almas, o Senhor Jesus Cristo. Não é a toalhinha que cura, nem as palavras de um homem, nem um azeite ungido, nem copos de água 'orados'. É Deus quem cura. E ele sabe quem é seu servo e quem não é. Não cabe a nós dizer se este ou aquele está salvo. Mas podemos avaliar o grau de comprometimento com o Reino de Deis através das obras dos que se dizem irmãos. Deus não só nos cura, mas nos transforma em pessoas cada vez melhores. Deus quer nos levar a um patamar de perfeição que só é possível através do poder Dele. E o poder de Deus age de dentro pra fora, naqueles habitados pelo Espírito Santo.

O que você deve fazer? leia a Palavra, e encontre a doutrina dos apóstolos. E congregue em uma igreja onde a ênfase está na Palavra que cura não só o corpo, mas espíritos e mentes. Onde TODO o evangelho é pregado, não somente parte dele.

Deus te abençõe!

Anônimo disse...

Leandro, a heresia é um fato desafiador aos cristãos. Temos de ser muito humildes para renunciar um entendimento equivocado da Bíblia, caso o tivermos. A heresia arrasta muitos cristãos para o inferno. Talvez até C.S.Lewis tenha ido para lá.

Fernando

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails