Este blog foi desativado em 10/03/2014. Visite o novo projeto: Como está escrito

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

O jovem cristão e o sexo - parte 2 6





SEXO NO CORPO

Sexo, no sentido físico, é o instinto sexual e suas manifestações, inclusive a sensualidade. A sensualidade é o prazer sexual. Antes de continuar, vamos ver alguns conceitos relacionados ao sexo no corpo.

Virgindade

Diz-se que alguém é virgem quando é pura, intata, intocada. É virgem quem mantém sua pureza original, tanto fisicamente, emocionalmente e espiritualmente.


A virgindade não está ligada ao fato do hímen feminimo estar intacto, ou ao homem nunca ter praticado sexo vaginal com alguma mulher. De fato, muitas pessoas associam virgindade com "nunca ter rompido o hímen". Para se ter uma idéia, uma sobrinha de uma famosa cantora brasileira encenou um filme pornô chamado "Fiz pornô e continuo virgem". Ela alega que se manteve "virgem" porque as cenas de sexo do filme foram apenas anais, não vaginais.

Ora, não existe nada mais absurdo do que isto. Um pouco antes, coloquei que a virgindade é um estado de pureza, algo que nunca foi tocado, algo intacto. Acrescento ainda mais a palavra inocência. Virgindade significa inocência. Podemos dizer, então, que se um homem ou uma mulher nunca mantiveram relações sexuais vaginais, mas já praticaram outras formas de sexo, como o sexo oral, sexo anal, masturbação mútua, eles são inocentes em relação ao sexo? São, será, puros? Ou intactos? Parece bastante óbvio que não.

Além disto, o sexo, como mencionado acima, não é uma relação que se dá somente no âmbito físico, mas no âmbito mental também. Isto quer dizer que eu posso deixar de ser puro somente imaginando o ato sexual com alguém. Como exemplo, peguemos um casal de namorados. Na hora que a relação "esquenta", onde o desejo sexual leva tanto um quanto o outro a se explorarem, mesmo que não haja o intercurso sexual, podemos dizer que o que passa na mente deste casal não é sexo?

Um rapaz ou uma moça que namorou muitas vezes, várias pessoas diferentes, pode não ter perdido sua virgindade "física", mas, com certeza, já não é mais tão inocente quanto alguém que nunca namorou. E este jovem vai levar, para o outro relacionamento, toda a "herança" emocional e espiritual dos relacionamentos antigos.

Utilidade do sexo

Precisamos também entender bem qual é a utilidade do sexo. É estranho falarmos sobre isto, visto que, em princípio, todo mundo sabe pra que ele serve. Acontece que, neste aparente entendimento comum que pressupomos que existe, há muita gente, dentro e fora das igrejas, que pensa que o sexo não pode ser prazeiroso; antes, que ele deve apenas exercer sua função de procriação.

Procriação

Esta utilidade já foi bem definida no ato da criação do homem e da mulher, em Gn. 1:26-28. Através do sexo é que vai ser possível “crescer e multiplicar”, e sujeitar a terra. Reafirmo o que disse parágrafos anteriores: como crescer e sujeitar a terra sem que haja a reprodução através do sexo?

Satisfação, prazer, comunhão

O livro de Cantares de Salomão demonstra como a sexualidade pode ser bem vivida dentro da relação saudável do casamento. Há muitas outras citações, como no livro de Provérbios.

Pv 5.18-19 - Seja bendito o teu manancial, e alegra-te com a mulher da tua mocidade. Como cerva amorosa, e gazela graciosa, os seus seios te saciem todo o tempo; e pelo seu amor sejas atraído perpetuamente.

O sexo é um ótimo meio para um casal, que seja casado, possa aliviar as tensões do dia-a-dia, entrar em comunhão, dar e receber prazer. Deus não é um ser que quer diminuir o prazer da humanidade, Ele apenas quer que o prazer que nos deu, tanto faz se é o sexual ou outro qualquer, seja desfrutado da forma correta, que possa sempre nos trazer benefícios.

Métodos anticoncepcionais? Controle de natalidade?

Se o sexo não serve apenas para reprodução, mas também para o prazer, não há o porquê de se entender que evitar o nascimento de filhos seja pecado. Seria pecado, é claro, se a finalidade sexual fosse apenas para procriar. Portanto, podemos usar métodos anticoncepcionais que julgarmos melhores, podemos entrar num controle de natalidade, desde que os métodos não sejam abortivos. O sexo serve TAMBÉM para procriação, mas não exclusivamente. Então não há nenhum mal em fazer planejamento familiar e usar o sexo só para diversão. Qual é o problema?

comment 6 comentário(s):

natenine on 10 de novembro de 2008 21:42 disse...

Podemos ser levados a comparar a contracepção com a gula. Comer e ir vomitar para ir comer outra vez, isto é gula, o sexo com contracepção é muito idêntico, a única coisa que diferencia, e é esta diferença que torna o sexo com contracepção uma coisa aceitável, é que na gula o prazer está na comida, por exemplo comer papel não dá prazer, mas no sexo é o sexo em si mesmo que é prazeroso e por isso podemos dizer com clareza que não há problema no uso de contracepção, usando o sexo unicamente como forma de prazer.

leo_franquito on 15 de novembro de 2008 21:01 disse...

Olá, Leandro, eu comecei a ler seu seu blog recentemente. Posto este comentário porque fiquei muito satisfeito com a profundidade e qualidade das informações que você traz aqui. Fico muito feliz que haja pessoas como você, que usam esse verdadeiro dom da interpretação dado por Deus para promover a disseminação de Sua palavra. Já recomendei a amigos e familiares a leitura e pretendo até imprimir para passar a pessoas que necessitem de leituras como aquelas dos posts sobre os tipos de amor e sobre a diferença entre paixão e amor. Esses dois posts se complementam e fazem um conjunto harmonioso. Uma vez mais, dou-lhe os parabéns por este brilhante trabalho que está sendo realizado neste blog! Fique com Deus!

Leandro Teixeira disse...

Olá, Leo!

Obrigado pelo comentário...

Sabe, quando eu escrevo, nunca sei quem vai ler ou que tipo de efeito será causado pelo que escrevi. Meu objetivo principal é aproximar o evangelho daqueles que não o conhecem (ou que o conhecem de forma tão distorcida que nem parece evangelho) e também dar subsídios para os cristãos defenderem sua fé. Esses objetivos são duas coisas das quais eu mais gosto de fazer!

Portanto, fico muito feliz quando tenho retorno das postagens que eu faço, seja um comentário elogioso, como o seu, ou uma forte crítica. O que eu quero é isto mesmo: não deixar as coisas como estão: quero causar reação.

No final das contas, eu fico feliz por que sei que, na verdade, não sou eu quem faço a obra, mas é Deus quem opera em mim, tanto o querer, quanto o efetuar, como bem disse o apóstolo Paulo.

Fique na paz, que Deus lhe abençõe, e se algo daqui for útil pra você, utilize à vontade!

Abraços,

Leandro.

Dc DANIEL FILHO on 11 de dezembro de 2008 01:33 disse...

Caro Irmão Leandro , a paz do Senhor.

Convidado pelo irmão Anchieta Campos, lhe convido também para participar de uma boa interatividade.

Para saber como participar acesse meu blog em:

http://danielsfilho.blogspot.com/2008/12/antes-de-partir.html

Forte abraço, amado irmão.

Dc Daniel Filho

Nany & Kito Johann on 14 de dezembro de 2008 16:28 disse...

oi amigo querido...
Vim compartilhar com você a nossa felicidade, a 'cegonha' passou por aqui e estamos grávidos.
Estamos muito felizes, é um bebê planejado já há algum tempo e que Deus nos presenteou para o Natal... heheheee

Desejamos um excelente final de domingo e uma semana LINDA cheia de bênçãos de Deus!

Abraços e até breve!!!

Ah... maiores notícias conto assim que fizer os exames todos de práxis.

Leandro Teixeira disse...

Nany e Kito:

Parabéns! Que Deus possa abençoar ainda mais a união de vocês com esta criança que está chegando! Que ela seja uma benção em todos os sentidos, com muita saúde, amor, paz e que ela seja uma fiel escudeira do evangelho!

Abraços e tudo de bom!

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails