Este blog foi desativado em 10/03/2014. Visite o novo projeto: Como está escrito

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Qual é o sentido da vida? 3



Qual é o sentido da vida?
O propósito

Quando um cristão fala para um não-cristão "Deus tem um propósito para sua vida", ele está dizendo duas coisas. Primeiro, que Deus tem um propósito geral para sua vida. A humanidade foi criada com um propósito. Isto é muito consolador, tendo em vista um mundo no qual a desesperança e a falta de sentido têm sido disseminadas em doses letais. Segundo, Deus tem um propósito particular para sua vida, um propósito só seu. Isto, outra vez, é consolador, porque traz para mais perto de nós a idéia de que Deus se importa com cada um; cada indivíduo é especial para Ele. E Deus tem preocupações de Pai conosco; então, é do interesse dEle todas as áreas de nossa vida, tanto esta vida atual quando a futura.

Esta idéia de propósito não é uma fuga da realidade. Não é apenas um consolo. É claro que não posso dizer que algo é verdadeiro só porque me faz sentir-se bem. Mas, no nosso dia-a-dia, vemos coisas organizadas, coisas que nós mesmos criamos, para um objetivo determinado. A natureza, o universo e a vida deixam sinais claros de que há um planejamento. Então, esta idéia nos faz bem porque tudo a nossa volta aponta que isto é verdade.

Olhe à sua volta

Qualquer pessoa pode ver organização num sistema. Qualquer pessoa deduz que, onde há organização, há uma mente inteligente que organiza. Se uma mente organiza, deve haver um propósito. Resta saber se o propósito é bom ou não, se há algo que pode afetar este propósito.

Dentro da visão cristã, sabemos que Deus teve um objetivo em criar tudo o que criou. O universo e a vida tem um porquê.

O universo, quão enorme ele é! Sempre comparo as coisas que Deus faz com as coisas que o homem faz. Quanto tempo e que mente privilegiada um homem teria disponível para conceber algo como a organização do universo? Existem milhares de galáxias, cada uma com milhares de estrelas, planetas, satélites, parecidos ou não com a nossa galáxia, e com o nosso planeta. Poderia haver formas de vida em outro lugar além da Terra? Poderia. Na verdade, eu ficaria mais assombrado se o nosso planeta fosse a única área de todo o universo a conter vida. Para alguns, pareceria um desperdício de espaço só haver vida aqui. Eu vejo diferente. Que coisa de um Deus poderoso para criar isto tudo, com uma riqueza de detalhes tremenda, e, para coroar a sua criação, cria seres vivos, com mentes e livre-arbítrio como Ele mesmo, para que possam verificar, descobrir, estudar, se maravilhar e glorificar o Criador! Ele criou tudo para nós vermos Sua força, poder, criatividade... seu caráter. Por isto Paulo disse que somos indesculpáveis diante de Deus. Há formas de saber que Ele existe.

Liberdade (e a falta dela)

Mas como liberdade implica em podermos escolher fazer o mal, ou negar a Deus, este propósito pode não surtir efeito nas vidas destas pessoas. Se não há um Criador, devemos supor outra teoria de como viemos parar aqui. Pelo naturalismo, somos meramente resultado das forças da natureza, e surgimos por "acaso". Não temos, portanto, nenhum significado especial, e, num longo prazo, tanto faz se o ser humano existiu ou não no universo. Esta forma de pensar destrói nossa dignidade, nos torna iguais a qualquer outro ser vivo. Valemos tanto quanto uma planta. Aliás, até mesmo o senso de valor é completamente inútil e sem sentido. E é claro que o naturalismo não explica tudo, mas isto é um assunto para ser discutindo em outro texto.

Algumas pessoas gostariam, com certeza, de definir o que é certo e o que é errado pra si mesmas, sua própria moral. Isto seria a "liberdade total". Porém, as chances de nossos atos infringirem os conceitos morais de outra pessoa seriam potencialmente grandes. Nesta situação, quem seria o mediador? Quem determinaria o denominador comum?

Assim sendo...

A questão de se sentir bem por acreditar num propósito para nossas vidas não torna verdadeira a idéia do propósito em si. Para isso, pese as inúmeras evidências a nossa volta. Conheça a história humana no decorrer dos séculos. Estude um pouco (não precisa muito) de biologia, de química, talvez um pouco de cosmologia, filosofia, artes... Compare, pesquise, faça perguntas sinceras, procure alguém com conhecimento na área.

Perceba que são muitas variáveis necessárias para tudo acontecer sem nenhum propósito. Depois de tudo isto, leia a Bíblia, a revelação de Deus sobre Sua criação, e sobre suas afirmações sobre si mesmo, e veja se não são compatíveis. Dê uma oportunidade para que Deus lhe mostre o tipo de Deus que Ele é, e se Ele é ou não digno de toda honra e toda a glória por parte dos homens!

comment 3 comentário(s):

Daladier Lima on 4 de setembro de 2008 12:30 disse...

Interessante post. Infelizmente, muitas pessoas estã em busca de um sentido para suas vidas, e esquecem de viver o sentido de suas vidas. Ótimo alerta!

Anônimo disse...

gostei do site muito bom!

Anônimo disse...

é verdade. Ele criou o universo tão belo, tão complexo..
e não só o universo.. mas criou muita coisa linda e complexa.
E nos deu a inteligência pra estudar e descobrir todas essas complexidades e se maravilhar com o amor dele por nós ao criar todas essas coisas.
Mas por outro lado..
parece que quanto mais os cientistas estudam as obras feitas pela mão de Deus.. mas crêem que Deus não existe =/

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails